Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

A crise hídrica foi discutida pelos vereadores durante a reunião Ordinária da terça-feira (12). Em nota divulgada no último dia 30, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Viçosa (SAAE) informou que foi decretado estado de alerta no município, conforme a Lei nº 2.515/2015, visando coibir o desperdício de água.

Brenda Santunioni (PP) falou sobre os investimentos na captação, tratamento e distribuição da água, que devem ser contínuos e aliados à economia de toda a população.  “Estamos sentindo falta de investimentos que deveriam ter sido feitos há muitos anos. Os que vêm sendo feitos atualmente só terão efeito daqui a cinco ou seis anos”, disse. O Vereador Helder Evangelista (Cherinho) (PTC) destacou que o bairro Santa Clara ficou cinco dias sem abastecimento, evidenciando a situação em toda a cidade: “estamos tendo um ano de estiagem muito forte, há mais de 100 dias sem chuva na maior média pluviométrica dos últimos 64 anos”.

Para o Presidente da Casa Legislativa, Vereador Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo) (PTC), a seriedade da situação exige que “a administração pegue com ‘mais vontade’ o problema”. Os parlamentares pediram que moradores fiquem atentos ao desperdício em suas casas, observando vazamentos e o uso adequado dos recursos hídricos.

Texto: Cleomar Marin

Revisão e foto: Mônica Bernardi

Comentários