Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

 

55a1d3e8-47c9-40db-95a1-d6334c7bef43O Vereador Helder Evangelista (Cherinho) (PTC), Secretário da Mesa Diretora, fez uma retomada sobre a instalação da Regional da Polícia Civil em Viçosa. Helder têm realizado visitas em Câmaras da região e solicitado o apoio nesta questão. A Vereadora Marilange Santana Pinto Coelho Ferreira (PV), Presidente da Casa, e os Vereadores Geraldo Deusdedit Cardoso (Geraldinho Violeira) (PSDC) e Marcos Nunes (PT) também comentaram o assunto.

Helder iniciou sua fala citando as diversas reuniões e documentações pedindo a instalação da Regional em Viçosa. “Em agosto de 2015 foi montada uma comitiva no intuito de trazer a regional da Polícia Civil, com os prefeitos de Viçosa, Araponga, Cajuri, Canaã, Coimbra, Ervália e Paula Cândido (ordem alfabética). Ficou acordado com Secretário Bernardo Santana que até novembro do ano passado teríamos essa regional, e isso não aconteceu”, explicou Helder.

Já no início deste ano, o Vereador Helder e os Vereadores Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo) (PSDB), Vice-Presidente da Câmara, e João Januário Ladeira (João Josino) (PR) foram até Juiz de Fora buscar informações sobre a criminalidade em Viçosa, visando justificar a necessidade da regional. “Na ocasião, fomos informados pelo Chefe do Departamento da Polícia Civil Saed Divan que um estudo técnico já havia sido feito e teve o parecer favorável a regional. No entanto isso não aconteceu. Houve uma mudança e, além de Viçosa não se tornar regional, passamos a pertencer a Ponte Nova.”, salientou.

A Vereadora Marilange, ao ocupar a Tribuna, também falou sobre a recente mudança. “Tive uma reunião em Juiz de Fora na sexta-feira (20) na Polícia Militar (PM) sobre outros assuntos, e fui informada que as ocorrências a partir de agora serão feitas em Ponte Nova. Eu questionei, e o Comandante Regional da PM me mostrou o documento explicando que a partir de agora a viatura deverá seguir para Ponte Nova e não mais para Ubá”. A Vereadora reforçou a indignação, ressaltando que “diante de tantas promessas não instalaram a regional em Viçosa e ainda nos direcionaram para Ponte Nova”.

 

 

O Vereador Helder completou reafirmando a sua preocupação em ser uma questão partidária. “Pode parecer que é uma implicância com o PT, que atualmente está no Governo de Minas Gerais, mas não é isso. Estou aqui para defender os interesses e as necessidades do povo, independente do partido”.

O Vereador Geraldinho informou que os Vereadores que representam a base do Governo também fizeram essa solicitação, o que, para ele, demonstra que não é simplesmente uma questão partidária.  O Vereador Marcos Nunes afirmou que, mesmo sendo parte do PT, apoia a cobrança e também se manifestou em apoio a regional de Viçosa.

Texto e foto: Anna Gabriela Motta

Comentários