Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

Para comemorar seus 20 anos, a banda Tianastácia coloca o pé na estrada com o “Rock nas Universidades”. Próxima parada será em Viçosa, dia 27/8 (domingo)

Reconhecida pela diversidade de estilo musical, ancorada no rock’n roll, a banda Tianastácia apresenta o “Rock nas Universidades”, uma turnê que leva shows gratuitos da banda para cidades do interior em parceria com centros universitários mineiros. O projeto busca fomentar a cena cultural local e o mercado musical mineiro, além de levar ao público um pouco da trajetória de 20 anos da banda. A próxima universidade parceira será a Federal de Viçosa (UFV), no dia27/8 (domingo). O show será no campus, às 20h, com entrada gratuita.

O “Rock nas Universidades”, que celebra as duas décadas de vida do Tianastácia, vai além da divulgação do trabalho. O projeto quer ser um modelo que incentive a realização de atrações culturais nos centros universitários. O “Rock nasUniversidades” funciona por meio de parceria com as universidades, e seus respectivos diretórios, centros e grêmios estudantis que dão auxílio na organização dos eventos. Além disso, o projeto promove acesso o gratuito a shows e incentiva músicos e bandas do interior.

É Tianastácia

Com a base musical ancorada no bom e velho rock’n roll, a família Nastácia transita por diversos estilos. Pop, rock, música eletrônica, romântica e outros ritmos possibilitam que o grupo surpreenda e cative novos públicos a cada álbum lançado. A irreverência, o bom humor e a criatividade nas músicas fazem do Tianastácia um dos maiores ícones do pop rock mineiro.

Em 1992, os amigos André Miglio (vocal), Henrique Rodarte (guitarra), Antônio Júlio (guitarra), Beto Nastácia (baixo) e Cadu (bateria) se juntaram para se divertir fazendo música. A brincadeira ficou séria em 1995, quando o Tianastácia venceu o FestValda, com a música Cabrobó – que estourou nas rádios de todo o território nacional -, na categoria Inéditas.

O primeiro álbum da banda, Acebolado, foi gravado em 1996 pela Cogumelo Records. Nessa mesma época, Léo Nastácia assumiu as guitarras, substituindo Henrique Rodarte. No fim de 1997, o vocalista André Miglio deixou o grupo e foi substituído por Podé e Maurinho. Logo em seguida os artistas gravaram o segundo álbum, Tianastácia, dedicado à memória do baterista Cadu, que faleceu na época. Por esse motivo, Glauco Nastácia entrou para a banda.

Em 1999, foi gravado o terceiro disco dos músicos, Tá na boa. No ano 2000, o grupo gravou o quarto álbum, Criança louca. Esse ano também ficou marcado pela participação da banda no Festival da Música Brasileira, da TV Globo. A música Morte no escadão, de autoria do José Carlos Guerreiro, levou o segundo lugar no evento. Com a consolidação do Tianastácia no cenário musical brasileiro, se tornaram frequentes as parcerias com grandes nomes da música nacional, como Beto Guedes, Lô Borges, Tom Zé, Maurício Tizumba, Chico Amaral, Skank, Jota Quest, Marina Machado, Pato Fu, Uakti, entre outros. No festival Pop Rock Brasil de 2004 foi gravado o primeiro DVD ao vivo do Tianastácia – um megashow que entrou para a história da banda. Os artistas tocaram para um público de 50 mil pessoas.

Na gravação do sétimo álbum, Orange 7 (2006), a banda já não contava com o guitarrista Léo Nastácia, que se desvinculou do grupo. Esse disco marcou uma fase mais pop do Tianastácia, na qual foram usados teclados, violões e melodias mais tranquilas. Tianastácia no país das maravilhas foi lançado no fim de 2009. Esse trabalho foi uma retomada às raízes do primeiro álbum, com ênfase no rock mais direto, conciso e cru. Para comemorar a maioridade, o Tianastácia lançou seu mais recente CD, Love Love, no segundo semestre de 2013. Esse novo trabalho marcou uma fase mais madura, mas não menos humorada, da família Nastácia.

Rock nas Universidades com a banda Tianastácia – Viçosa

Data: 27 de agosto – domingo

Horário: 20h

Local: Campus da Universidade Federal de Viçosa

Entrada franca

FONTE ASSESSORIA DE IMPRENSA

Comentários