Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE), decidiu no início da noite de hoje(28), pela absolvição e reformulação da decisão de primeiro grau que havia cassado o mandato do prefeito Ângelo Chequer e seu vice Arnaldo Andrade eleitos nas eleições de 2016.

O processo movido pelo Ministério Público de Minas Gerais, acusava Ângelo e Arnaldo de abuso de poder público e econômico no processo de campanha para a prefeitura da cidade.

Os mandatos do prefeito e vice foram cassados pela Juíza Rosângela Fátima de Freitas no ano passado em primeira instância. Ao recorrer a decisão, a defesa de Ângelo alegou que não houveram indicativos de irregularidades nos fatos apresentados que diziam respeito à inauguração de obras e serviços em período eleitoral. Ângelo e Arnaldo venceram o processo por seis votos a zero

Comentários