Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

DSC02079

O PRIMEIRO HOMICÍDIO:

os dois homicídios aconteceram no mesmo dia.No dia 17 de junho de 2013, por volta das 05h, na cidade de Viçosa, a Polícia Militar compareceu na estrada que liga CBIA ate a Localidade Paula, dentro de uma mata, onde havia informações anônimas, que uma pessoa encontrava-se caída ao solo.

Os policiais ao chegarem ao local localizaram o corpo de um homem em caido ao solo, já sem sinais vitais, apresentando uma perfuração na cabeça, provavelmente, proveniente de arma de fogo, tendo o projétil transfixado.

Foi providenciado o isolamento do local do crime, tendo comparecido para os trabalhos complementares a perícia técnica, que não encontrou nenhum documento ou algo que pudesse identificar a vítima.

O perito ainda localizou mais uma perfuração no peito na altura do coração da vítima.

Após conclusão dos seus serviços, o perito criminal liberou o corpo para a funerária local e encaminhou até o Instituto Médico Legal na cidade de Ubá.

A vítima foi identificada como Deair Silva Graciano 41,os autores desse homicídio ainda não foram identificados.

 

O SEGUNDO HOMICÍDIO E A PRISÃO DOS SUSPEITOS:

DSC02082No dia 17 de junho de 2013, por volta das 09h, na cidade de Viçosa, a Polícia Militar foi acionada a comparecer à Avenida Aristides Dias, Bairro Cachoeira de Santa Cruz(Cachoeirinha), onde teria ocorrido um homicídio.No local os policiais constataram a veracidade dos fatos, onde fizeram contatos com testemunhas que disseram estar junto com a vítima Yuri Estefan de 17 anos, no ponto de ônibus, quando apareceu uma motocicleta, preta, tendo o carona efetuado vários disparos de arma de fogo contra a vítima e tomando rumo inserto, e que Yuri teria corrido para um mato onde caiu já sem vida.

Narrou ainda às testemunhas que os autores do homicídio eram do Bairro São José do Triunfo. Após tais informações as guarnições saíram em rastreamento pelo referido Bairro, onde conseguiram localizar e prender o autor Jonas Freitas, 19 anos em flagrante delito.

O fato foi comunicado a Delegacia de Polícia Civil tendo comparecido no local a perícia técnica, que após seus trabalhos liberou o local, sendo constatada apenas uma perfuração no corpo da vítima.

Dando prosseguimento a ocorrência na tentativa de localizar o outro autor de nome Túlio Gabriel, 19 anos.

A PM intensificou o rastreamento nos Distritos de Cachoeira de Santa Cruz e São José do Triunfo, sendo que próximo a praça do Bairro São Jose do Triunfo, depararam com dois indivíduos que caminhavam em sentido oposto ao deles e ao ver os militares tentaram se esconder no interior de duas manilhas, sendo abordados e efetuado busca pessoal, encontrando no bolso de William Ventura, 20 anos, oito cartuchos calibre .22, intactos e próximo a entrada da manilha localizou um revólver calibre 22; carregado com sete cartuchos intactos e próximo ao autor Jeovan Patrício, 19 anos encontraram um revólver calibre 22; carregado com quatro cartuchos intactos.

Os autores já são conhecidos no meio policial e estão sendo apontados por moradores do local como integrantes de uma quadrilha e autores de homicídio ocorrido anteriormente.

Foi dada voz de prisão em flagrante aos autores, sendo conduzidos para Delegacia de Polícia, juntamente com arma e munições.

 

 

 

 

1 Comentário para "19/06/2013,PM Registra Dois Homicídios e Prende Suspeitos e Armas de Fogo."

  1. Reparem as idades das vítimas e suspeitos deste segundo crime e da maioria dos outros que ocorrem em Viçosa e região. Notem ainda a quantidade de armas de fogo apreendidas. Sinceramente, não consigo me sentir segura nesta cidade onde a polícia só aparece, na maioria das vezes, após ocorrência de algum crime. Quantas viaturas e policiais Viçosa têm? Quase nunca vejo alguma viatura percorrendo as ruas de Viçosa na madrugada. Se há pessoas que são conhecidas no meio policial, obrigatoriamente a polícia deveria acompanhar de perto estes delinquentes. Acorda polícia! A polícia deve ser viagiante e não apenas escrivã de homicídios. Queremos e exigimos medidas de patrulhamento preventivo e acompanhamento de perto das pessoas que já conhecidas de forma negativa. Minha família terá que comprar uma arma para se defender. O estado e a segjurança pública não estão dando conta e os crimes estão cada vez mais perto de nossas portas.

Deixe uma resposta

Comentários