Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

A reitora Nilda de Fátima Ferreira Soares está, novamente, realizando uma série de visitas a universidades norte-americanas, com o objetivo de estreitar ainda mais a relação da UFV com essas instituições. Desta vez, as universidades visitadas são as de CornellIowa StateMichigan eWashington State.

Em Cornell, a reitora se encontrou com a dean do College of Agriculture and Life Sciences (CALS), professora Kathryn Boor, com quem discutiu, entre outros assuntos, a possibilidade de os alunos da UFV selecionados para o Ciência sem Fronteiras (CsF) cursarem um período de inglês intensivo antes de ingressarem nas disciplinas do programa. Essa possibilidade seria para aqueles cuja pontuação no TOEFL seja próxima à exigida para o teste.

Segundo a reitora, a professora Boor também mostrou grande interesse em intensificar as oportunidades de treinamentos dos professores e técnicos administrativos da UFV em diferentes áreas do conhecimento. Até porque o CALS oferece mais de mil disciplinas nas áreas de agricultura e ciência da vida. “É como se fosse uma junção dos nossos centros de ciências Agrárias e Biológicas e da Saúde”, explica a reitora, lembrando que o College é um dos maiores de Cornell, com mais de três mil estudantes.

Também em Cornell, a reitora se reuniu com o diretor do programa internacional, Ronnie Coffman, e com o responsável pela coordenação do Programa Ciências sem Fronteiras, Timothy DeVoogd. Na pauta da conversa, estiveram ações para que mais estudantes da UFV realizem intercâmbio com a Universidade de Cornell. Duas alunas que estão vivendo essa experiência são Jussara Coelho e Ana Maria Gurgel, do Programa de Pós-Graduação em Ciência de Alimentos e do curso de Engenharia Química da UFV, respectivamente.

Vale destacar que, na Universidade de Washington State, a reitora fechará um convênio relacionado ao projeto One Health, coordenado pelo professor Luis Augusto Nero, do Departamento de Veterinária, que acompanha a professora Nilda na viagem, juntamente com o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Eduardo Seite Gomide Mizubuti.

Segundo a reitora, em todas as instituições visitadas abriram-se perspectivas para fortalecer a parceria com a UFV e facilitar a ida de estudantes, professores e técnicos administrativos para suas capacitações e pesquisas, bem como para receber alunos e pesquisadores dessas universidades. O estreitamento dessas relações, em sua avaliação, ajuda a fortalecer a política de internacionalização da UFV. “Já melhoramos muito nesta categoria que, atualmente, tem sido avaliada em rankings, como do Grupo Folha recentemente divulgado, mas precisamos melhorar ainda mais”, diz a reitora.

Nas fotos, registros da reitora com Kathryn Boor, Ronnie  Coffman, Timothy DeVoogd e com estudantes brasileiras em Cornell.

fonte:site ufv.

ufv2

 

Deixe uma resposta

Comentários