Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

 

Viçosa vive mais uma vez uma situação de extrema preocupação quanto as centenas de casos registrados de pessoas contaminadas com o virus da dengue.

Apesar de toda a divulgação e dos alertas das autoridades de saúde para combater a doença, ainda falta muita colaboração da população.

A reportagem do Tribuna registrou alguns flagrantes de descartes clandestinos onde larvas do mosquito Aedes aegypti são encontradas indiscriminadamente.

Em duas situações móveis velhos como geladeiras, carcaças de computadores, máquinas de lavar roupas, carteiras e mesas usadas, pneus e latas vazias foram encontradas em terrenos públicos do município e da UFV.

Na Rua Juquinha Moreira da Silva, em Silvestre, ao lado do número 141, uma moradora denunciou o depósito de sucatas, ao ar livre. No campus da UFV, próximo à Garagem Central, outra situação de risco foi encontrada. Um monte de móveis usados (Carteiras e mesas escolares, armários) está sendo “guardado” ao lado do Centro Educacional doutor Januário Andrade, segundo informações, a espera de serem leiloados pela Prefeitura. Na Rua Gim Ramos, perto do número 98, um lote vago esta sendo utilizado como depósito de latas vazias, caixas de papelão e outras sucatas. Moradores de um dos prédios vizinho ao terreno já contraíram a dengue e estão em tratamento da doença que foi transmitida por mosquitos encontrados no local.

Números atualizados pelo Setor de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde mostram que de janeiro até esta terça-feira, 2, já haviam sido feitas 279 notificações de caso de dengue em Viçosa. Destes, 118 casos foram confirmados e mais de 100 estão sendo investigados.

As áreas mais problemáticas estão nos Bairros de Lourdes, Bom Jesus, Santo Antonio, Sagrados Corações, João Braz e Vale do Sol.

A recomendação dos agentes da Funasa continua sendo a manutenção das caixas d’água sempre fechadas, nada de latas e garrafas vazias jogadas em lotes e terrenos vagos e manter sempre com areias os vasos de flores.

FONTE TRIBUNA LIVRE:

sucatas no campus da UFV sucatas ao lado do Centro Educacional da PMV

Deixe uma resposta

Comentários