Compatilhe esta publicação: Twitter Facebook Google+

Viçosa se soma a cidades de todo o Brasil na próxima quarta-feira, 18 de março, dia de Greve Nacional da Educação. Uma ampla programação será realizada com o objetivo de mobilizar e dialogar com a comunidade sobre a grave situação vivida pelo país. As atividades estão sendo construídas coletivamente entre sindicatos, entidades estudantis e movimentos sociais.

Confira abaixo:

Programação da Greve da Educação (18 de março) em Viçosa

06h: concentração nas Quatro Pilastras

09h: aula pública nas Quatro Pilastras

10h: saída do ato público em direção à Praça Silviano Brandão

12h: Feira da Democracia na Praça Silviano Brandão

Feira da Democracia será uma grande feria científica e cultural, na qual serão realizadas apresentações artísticas e expostos trabalhos acadêmicos com o intuito de levar a UFV para a cidade e dialogar com a comunidade viçosense. Também haverá espaço para expositores interessados em comercializar artesanatos e produtos da agricultura familiar.

Pedimos aos interessados em apresentar e expor que entrem em contato com a ASPUV até a próxima segunda (16). O contato pode ser feito por e-mail (comunicacao.aspuv@gmail.com ou social@aspuv.org.br), telefone (3891-1428) ou diretamente na sede do sindicato (casa 52 da Vila Giannetti).

Greve Nacional da Educação

O chamado para a Greve Nacional da Educação em 18 de março partiu das entidades representativas dos trabalhadores da educação. Posteriormente, a data foi fortalecida e ampliada com o apoio das centrais sindicais brasileiras.

Esta será uma greve de 24 horas, pautada pela defesa da educação, serviços públicos, direitos, emprego e democracia, tendo em vista a série de ataques em curso no país. Exemplos são a retirada de direitos trabalhistas; o desmonte da carreira dos servidores; o sucateamento das universidades, órgãos públicos e ciência; as altíssimas taxas de desemprego e informalidade.

Professores da UFV aderiram à greve

Em assembleia da Seção Sindical dos Docentes da UFV (ASPUV), na tarde da última terça-feira (10), foi aprovada a adesão dos professores da universidade à Greve Nacional da Educação. Somados os campi de Viçosa, Florestal e Rio Paranaíba, compareceram 90 docentes. A greve foi aprovada por ampla maioria, sendo registrados três votos contrários e nenhuma abstenção.

(Assessoria de Comunicação da ASPUV)

Área de anexos

Comentários