Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

Durante assembleia na manhã desta segunda-feira (24), professores sindicalizados à Seção Sindical dos Docentes da UFV (Aspuv) aprovaram a adesão à Greve Geral contra as reformas das Previdência, Trabalhista e a Terceirização na próxima sexta (28). Somados os campi de Viçosa, Rio Paranaíba e Florestal, foram 76 votos a favor, um contrário e nenhuma abstenção. A paralisação vai ser de um dia e segue encaminhamento do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN).

Mobilizações ao longo da semana

Em todo o Brasil, esta é uma semana de mobilizações na perspectiva de barrar as reformas. Viçosa vai integrar essa agenda e realizar, até sexta-feira, uma série de atividades. De segunda a quinta-feira (27), uma tenda ficará instalada na Praça Silviano Brandão, com o objetivo de discutir junto aos moradores os impactos desses projetos. Já na sexta (28), haverá um ato público com concentração a partir das 6h nas Quatro Pilastras. A saída será às 9h em direção também à Praça Silviano Brandão, onde serão realizadas uma assembleia popular e atividades culturais.

A mobilização tem o apoio de sindicatos, entidades representativas e movimentos sociais. Além da Aspuv, estão à frente da organização a Associação dos Servidores Administrativos da UFV (Asav), Associação dos Profissionais de Nível Superior da UFV (Atens) Sindicato dos Servidores da UFV (Sinsuv), Diretório Central dos Estudantes (DCE), Frente Feminista, Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), Sindicato dos Bancários de Ponte Nova e Região, Sindicato dos Funcionários da Prefeitura de Viçosa e Sindicato do Comércio.

ASSESSORA DE IMPRENSA ASPUV.

Comentários