Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

 

pmv 3O prefeito Ângelo Chequer, em companhia da secretária municipal de Assistência Social Lúcia Duque Reis, visitou as dependências da clínica “Comunidade Terapêutica – Sìtio de Amor e Esperança Jesus é o Caminho”.

Ele foi recebido pela presidente da entidade, Eunice Alves Nogueira, que além de mostrar toda a moderna estrutura da clínica para este tipo de atendimento, apresentou a equipe de profissionais especializados contratada para trabalhar na instituição: Jaqueline de Freitas Lopes, assistente social; Camila Queiroz Silva, coordenadora Terapêutica; Aldair Ladeira e Paloma da Silva (AOJEC).

A fundadora da comunidade terapêutica Eunice é membro não-governamental do Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas (COMAD), Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e, além disso, participa de diversos cursos promovidos pela pmvFederação Brasileira de Comunidade Terapêutica (FEBRACT).

O centro de prevenção, acolhimento, tratamento e reinserção social do dependente químico tem por finalidade a promoção da saúde através de ações concretas e para tanto, a metodologia praticada é baseada em programas que abrangem além do tratamento a orientação para adaptação do jovem ao novo ambiente fazendo com que ele recupere a sua dignidade e a autoestima, entre outras ações durante o tempo em que permanecer em tratamento.

A dependência química é uma doença psicossocial, portanto, o tratamento abrange integralmente o ser humano tendo como parâmetros a literatura, a laborterapia, a espiritualidade, o trabalho e a profissionalização. Tudo isso em parceria com várias entidades, é o que informa a presidente Eunice.

O prefeito Ângelo Chequer durante o encontro ressaltou que: “A parceria que hoje buscamos com essa comunidade terapêutica, juntamente com demais instituições e demais órgãos de apoio ao enfrentamento ao uso de drogas vai minimizar os problemas no município causados por este mal perverso que vem destruindo a vida de nossos adolescentes.”

O centro de prevenção, acolhimento, tratamento e reinserção social do dependente químico tem como público-alvo adolescentes do sexo masculino com idade entre 12 e 18 anos, e os familiares mais próximos, através da participação no grupo de autoajuda AVAMEX.

Legenda da foto: Paloma, Camila, Aldair, Jaqueline, Lúcia Duque (Secretária Municipal de Assistencia Social), Maria Cristina (ADEVI), o prefeito Ângelo Chequer e Eunice.

FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA PMV

 

Comentários