Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

 

mod viçosa urgenteA polícia civil de minas gerais, em ponte nova, em continuidade a operação “liga da justiça”, deflagrada nesta última sexta-feira (08), na qual apreenderam 05 carros de luxo e 05 kg de pasta base de cocaína, armas e diversos documentos, deslocou uma equipe da 5ª drpc, nesta data para o litoral paulista, mais precisamente para o município de praia grande, com o apoio da aeronave da polícia civil /MG, onde conseguiram prender o chefe da quadrilha Luan Fernandes de Lima, mais dois de seus comparsas: kênio Juliano de Souza, vulgo “keninho” e Israel Gomes, vulgo “magrinho”, em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo juiz da comarca de ponte nova.

 

A operação foi resultado de um serviço de inteligência da polícia civil em ponte nova, que durante 03 meses vem rastreando a célula criminosa internacional, a operação teve início a partir de informações de que os suspeitos transportariam drogas do estado de São Paulo para ponte nova, sendo estas adquiridas no Paraguai, distribuídas nos estados do Espírito Santo e Minas Gerais com conexões nas cidades de Ponte Nova e Viçosa, o grupo era responsável por traficar mais de 150 quilos de drogas por semana.

 

Verificaram-se ainda com a operação que a célula criminosa ostentava diversos veículos de luxo de expressivo valor, para ludibriar e lavar seu dinheiro identificou-se ainda aquisições de cavalos de raça, sendo estes sócios em possíveis haras de renomes mineiros.

 

Com o golpe certeiro em cima das “cabeças” da célula criminosa, a qual trabalhava com atacado de drogas, fornecendo aos traficantes de varejo, acredita-se ter se desmantelado grande parte da mesma, porém as investigações avançam sem prejuízo de novas fases.

 

Delegado regional: Dr. José Marcelo de Paula Loureiro

 

Delegado responsável pelas investigações: Dr. Silvério da rocha Aguiar

 

Equipe envolvida: delegados:

 

Dr. Walace Drey Soares

 

Dr. Cleber de Souza Gomides

 

Investigadores: Setor de inteligência da 5ª drpc: Ulisses Moraes Luz, Edgar de Paula Miranda, João Paulo Neves, Investigadores da 5ª drpc e regionadas.

 

FONTE: POLICIA CIVIL

 

 

Comentários