Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

Nesta quinta-feira (18), o deputado Roberto Andrade e lideranças ligadas ao meio rural da Zona da Mata reuniram-se com o comandante-geral da Polícia Militar de Minas Gerais, coronel Helbert Figueiró de Lourdes, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, para pedir apoio policial no combate à violência no campo. O grupo obteve resposta positiva do comando da PMMG.

Foi consenso entre os participantes do encontro que a criminalidade na zona rural está aumentando a cada ano e é necessário reforço no patrulhamento fora dos centros urbanos. Todos concordaram que, com o aumento do policiamento na região central dos municípios, muitos criminosos migraram para as comunidades periféricas e áreas rurais, onde não há efetividade da atuação policial.

Para Roberto Andrade, o fato de a microrregião de Viçosa ter muitas propriedades de pequeno porte e um número relativamente baixo de estradas rurais pode facilitar a ação da Polícia Militar. “Como não temos uma longa extensão territorial, o trabalho da polícia em nossa região exige menos recursos humanos, financeiros e logísticos”, explicou.

Em resposta ao deputado, o coronel Helbert assegurou que encaminhará ao comandante da 4ª Região da Polícia Militar, coronel Alexandre Nocelli, pedido de reforço imediato nas patrulhas rurais de Viçosa e região e nas demais microrregiões, com o aumento do efetivo policial e mais viaturas. Uma das estratégias do comando da PMMG será empregar um “novo conceito” de atuação da Polícia Rodoviária Militar e da Polícia Militar de Meio Ambiente. A partir de agora, esses policiais também terão de atuar, de maneira mais incisiva, no enfrentamento ao crime no campo. Outra medida a ser adotada é reduzir a carga de trabalhos burocráticos dos PMs, para que tenham condições de atuar ostensivamente nas ruas.

Participaram do encontro o vice-presidente da Câmara Municipal de Viçosa, vereador Hélder Cheirinho, o secretário de Agropecuária e Desenvolvimento Rural de Viçosa, Marcos Fialho, o presidente Associação dos Produtores de Teixeiras e Região (Asplan), Jershon Ayres, o presidente da Associação dos Avicultores da Zona da Mata (Avizom), Cláudio Meireles, e o vice-presidente do Sindicato Rural de Viçosa, Élio Fontes.

Audiência pública

Outra ação de Roberto Andrade para discutir formas de reduzir a criminalidade no campo será a realização de audiência pública, na ALMG, entre as comissões de Segurança Pública e de Agropecuária e Agroindústria. O requerimento do deputado foi aprovado na última quarta-feira (17). A data da reunião ainda será definida.

Comentários