Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

PM prende Padre acusado de pedofilia e roubo de imagens sacras

A PM de Ponte Nova, em apoio ao Ministério Público realizou nesta quarta feira 22/2, operação cumprindo mandado de busca e apreensão em Oratórios, ao mesmo tempo também foram cumpridos outros mandados em Belo Horizonte, Rio Casca e Matipó, obtendo êxito na prisão de um grupo envolvido em roubo, receptação e comercialização de imagens sacras.

Segundo a assessoria de Comunicação Organizacional da PM, “ACO”, através de várias denúncias de populares da cidade de Oratórios, informando que o padre da cidade, Paulo César Salgado, estaria pedindo muito dinheiro para os fieis e que eles não estavam vendo o dinheiro sendo aplicado na igreja, o Ministério Público iniciou as investigações que duraram cerca de dois meses.
Durante as investigações foram obtidas provas de que o Pároco estaria envolvido em uma rede criminosa de roubo, receptação e comercialização de imagens sacras e também estaria cometendo crime de pedofilia na cidade. Ainda segundo a PM, além do Padre foram presas outras 3 pessoas na região sendo eles Vladimir Gomes Magalhães que é secretário do Pároco na cidade, Sebastião Moreira de Souza em Matipó e o advogado Vinícius Cezar Gomes Brandão em Rio Casca.

A Assessoria de Comunicação Organizacional da PM, informou ainda que existem provas suficientes contra o Padre, e que durante as buscas em sua residência os militares apreenderam vários materiais e imagens que serão analisados para saber quais são as origens, além de certa quantia em dinheiro.
Ainda de acordo com a ACO da PM, todos os envolvidos tiveram a prisão preventiva decretada, e que o MP estará analisando as provas e materiais de pedofilia encontrados com o Pároco.

Pedofilia

Além de dezenas de imagens sacras e de dinheiro, os policiais militares apreenderam na casa paroquial material pornográfico que envolveria menores de idade. Por isso, o MP investiga se o padre cometeu crime de pedofilia.

NOTA OFICIAL DA ARQUIDIOCESE DE MARIANA:

Na manhã desta quarta-feira, ocorreu em Oratórios-MG a prisão do Padre Paulo César Salgado, Administrador da quase paróquia de São José, nessa cidade, motivada por acusações de ordem administrativa e moral. O referido sacerdote encontra-se no Complexo Penitenciário de Ponte Nova.

Por medida cautelar, a Arquidiocese de Mariana decidiu afastá-lo do exercício do ministério, enquanto aguarda o resultado da apuração dos fatos e a sentença judicial no foro civil e no foro eclesiástico.

A Arquidiocese de Mariana está disposta a colaborar com a Justiça em tudo o que for necessário para a elucidação dos fatos.

O cuidado pastoral e administrativo da quase paróquia de São José, em Oratórios, será confiado temporariamente ao Pe. Wander Torres Costa, Pároco da Paróquia de São Sebastião, em Ponte Nova.

Lamentamos profundamente esses fatos que ferem o Corpo Eclesial, escandalizam a comunidade cristã e geram desencanto e repúdio.

Por intercessão de Nossa Senhora da Assunção e de São José, Padroeiros desta Arquidiocese, imploro que venha em nosso auxílio o amor misericordioso de Deus.

Comentários