Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

pm guarani guarani 2No dia 06 de dezembro, por volta das 06:30h, o solicitante um senhor de 56 anos gerente do Banco Sicoob, localizado na rua Benedita Valadares, 258, Centro, Guarani/MG relatou que o funcionário técnico de informática,  esteve na agência e ao entrar na agência observou que os sensores de presença haviam sido arrancados e a fiação estava exposta. Também foi verificado que o sistema de alarme estava

 

quebrado e a linha de telefone fixo cortada.O sistema de filmagem do banco constatou que dois indivíduos não identificados teriam aberto a porta da frente da agência, por onde entraram e arrancaram os sensores de presença e cortaram a linha do telefone fixo.

Os policiais militares posicionaram estrategicamente e por volta das 14:30h uma informação deu conta que três indivíduos estariam próximos ao local do crime, empurrando um veículo Celta de cor branca, momento em que militares interceptaram o veículo. Na abordagem constataram que os ocupantes eram os autores visualizados nas filmagens internas do banco.

 

Em continuidade constou-se no celular do autor FÁBIO CÉSAR RODRIGUES, nascido em 15/06/1980, várias mensagens da quadrilha combinando encontro e planejando a ação do crime, inclusive, que os equipamentos estavam guardados na residência de FÁBIO na cidade de Ubá, onde foram apreendidos.

 

DIRLEI DA CUNHA, 27 anos, EVANDRO TIAGO GATTIS, 27 anos,  TIAGO CAETANO, 33 anos estes tres residente em Joinville/SC e FÁBIO CÉSAR RODRIGUES,35 anos  residente  na rua Francisco Teixeira de Abreu,B. Palmeiras,  Ubá/MG confessaram a autoria da ação criminosa.

 

Os autores acrescentaram que chegaram a arrombar um dos cofres que se encontrava no interior da agencia e subtraíram certa quantia em moedas, colocando o dinheiro em um malote bancário, contudo, a referida sacola com o dinheiro foi deixada no interior banco, pois no momento em que tentavam abrir os caixas eletrônicos com a furadeira magnética, perceberam a presença de um cliente tentando fazer saque nos caixas eletrônicos, momento que resolveram sair da agencia deixando no interior todo o material utilizado por eles na prática do crime.

 

A perícia compareceu ao local e realizou o trabalho de praxe. Aos autores foi dada voz de prisão por furto/arrombamento, dano e formação de quadrilha ou bando.

 

Os Suspeitos negam a participação no crime a investigação da polícia civil vai apurar se houve a participação de cada um no crime.

 

 

                                                                               Assessoria de Comunicação Organizacional
                                                                                            21º Batalhão de Polícia Militar

Comentários