Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

No último dia 30/09, a polícia militar de Porto Firme, foi acionada por um funcionário do cemitério municipal, que narrou aos policiais que havia encontrado um feto em estado avançado de decomposição.

Vizinhos chamaram o funcionário e disseram que cerca de uns cinco dias havia um mau cheiro vindo do cemitério, próximo do muro que faz divisa com a igreja. No local o funcionário encontrou uma sacola amarrada, achando que se tratava de um animal morto, ele começou a desamarrar a sacola. Dentro dela havia outra sacola com um lençol, ao desenrolar o lençol foi encontrando um feto em avançado estado de decomposição.

De imediato os policiais fizeram contato com o delegado da cidade de Piranga, que liberou o feto para a funerária local, sendo encaminhado para ao IML da cidade de Conselheiro Lafaiete para exames de identificação.

Durante o registro da ocorrência os policiais receberam informações de uma possível suspeita de ter dado a luz e jogado a criança no cemitério. O delegado da responsável localizou e prendeu a suspeita que é moradora de porto firme, ela assumiu que era a autora desse crime, foi presa e encaminha da para a delegacia, onde foi ouvida e liberada.

RETIFICAÇÃO EM 07/10/2015

IMAGEM ILUSTRATIVA

 

Comentários