Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+


Os responsáveis pela obra solicitam ajuda da comunidade e autoridades para concluir o trabalho, por meio de doação em dinheiro ou materiais como cimento, areia, cal, pisos, azulejos, esquadrias de alumínio, rejuntamento, bancadas, louças, metais, portas, janelas, tintas e materiais elétricos e outros.    

Com o enchimento da quarta e última laje, realizado no início desta semana, concluiu-se a estrutura em concreto da nova sede do Centro Educacional e Ação Social São Sebastião – Creche Cantinho Feliz, situada na Rua Maria das Neves Costa Amaral, 399, no Bairro Inácio Martins (Grota dos Camilos). A partir de agora, além das divisórias e levantamento de paredes com tijolos, restam ainda ser feito todo o trabalho de instalação de pisos, azulejos, esquadrias de alumínio, rejuntamento, bancadas, louças e metais, portas, pintura e instalações elétricas.

 Como a construção é patrocinada por doações de pessoas física e jurídica, no âmbito público e particular,             a diretora da creche, Tânia Pinheiro de Souza, informou que as pessoas que quiserem contribuir poderão fazer em depósito na conta da entidade no Banco do Brasil (conta nº 25793-1, ou na Caixa Econômica Federal (Conta nº 042-3). Quem optar pela doação de material (pedra, cimento, areia, tijolos, material elétrico e hidráulico, entre outros), pode adquirir os produtos nas empresas de preferência e passar o recibo para a creche, para que o material seja requisitado de acordo com a necessidade e o andamento das obras.

            A sede atual da creche, fundada em 17 de fevereiro de 2005, funciona na mesma rua (nº 98), em espaço alugado, e atende atualmente 126 crianças na faixa etária de 6 meses a 4 anos, no horário de 8h às 17h, servindo quatro refeições diárias. Todas as crianças são atendidas de graça, sem nenhum gasto por parte das famílias. Tânia informou que para atender a demanda, a creche conta com 19 funcionários, além de voluntários. Já a nova creche, pronta,  terá capacidade para atender de 200 até 250 crianças.

            A diretora informou ainda que, para a estrutura em concreto, somada a outras contribuições, foi muito importante a doação de toda a ferragem necessária para o empreendimento pela Central Geral do Dízimo (CGD), por intermédio da Associação Pró-Vida de Pará de Minas. Tânia convida também a visitar o local todas as pessoas que quiserem fazer qualquer tipo de doação, ou apenas conhecer o trabalho que lá é realizado. Para isso, basta entrar em contato com ela, 31 – 98503 2269; Neuza Catarina 31 – 3891 3035), ou Haroldo Pinheiro – Haroldinho, 31 – 99976 1041).

Comentários