Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

A FOTO TIRADA NO MESMO DIA MOSTRA O ANTES E DEPOIS DA PONTE DA REPESA EM TEIXEIRAS

Desde as primeiras horas de segunda-feira (04), algumas cidades da região entraram em estado de alerta devido às fortes chuvas que caíram principalmente durante a madrugada.

Estradas interditadas, alagamentos, pontes destruídas e árvores obstruindo ruas e rodovias, esse, foi o cenário de algumas cidades da região. Rio Casca, Santa Cruz do Escalvado, Lajinha, São Pedro dos Ferros, Santo Antônio do Grama e Urucânia estão em situação crítica devido às chuvas, Caeté e Ribeirão das Neves também sofreram com uma forte chuva de granizo, o temporal deixou um rastro de destruição.

 

O Governador de Minas, Fernando Pimentel mostrou preocupação com as cidades da Zona da Mata, que foram atingidas pelo temporal. Também anunciou medidas emergenciais para mitigar os danos. “Num primeiro momento, estávamos preocupados com as cidades aqui do arco metropolitano, como Ribeirão das Neves, Caeté e, em especial, e Pedro Leopoldo, em função da tromba d’água. Mas, agora, nesta manhã, já temos uma situação mais grave ainda no Leste de Minas. Rio Casca está totalmente alagada. Naquela região já temos municípios em situação muito grave. O que estamos discutindo são providências que vão ter que ser tomadas. A Defesa Civil estadual já está mobilizada. Nós vamos montar um Posto de Comando e Controle lá na região de Rio Casca, que é a mais grave. Aqui nós já temos ações nossas em Caeté e Ribeirão das Neves”, explicou o governador.

 

 

VIÇOSA E REGIÃO: 

Em Teixeiras algumas estradas rurais ficaram intransitáveis, no Bairro “Represa” uma Ponte Foi levada pelas águas, segundo as autoridades municipais não houve nenhum registro de natureza grave no município.

Em Viçosa não houve registro de natureza grave, apenas queda de árvores e estradas intransitáveis, bombeiros e defesa civil continuam monitorando as áreas de risco na cidade.

 

 

Comentários