Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

fotoCerca de 50 pessoas participaram da primeira assembleia do ano da Associação Comunitária do Paraíso, zona rural de Viçosa, ocorrida na noite desta quarta-feira (14), na Escola Municipal Almiro Paraíso. O Prefeito Ângelo Chequer e o Secretário de Governo Luciano Piovesan também participaram.

Na ocasião o Prefeito teve a oportunidade de conhecer as demandas da região, discutir as soluções e apresentar à comunidade o novo método de gestão do executivo, que terá como foco o cumprimento de metas. “Nossa administração será participativa e quem definirá as prioridades das intervenções da Prefeitura aqui no bairro são vocês”, disse o Prefeito aos moradores no início da assembleia.

Entre as pautas levantadas pela comunidade a mais pertinente foi a constante falta de energia elétrica na região. Eles relataram que a falta de luz tem gerado prejuízos aos moradores, comerciantes e também aos produtores. Em resposta a esse problema o Prefeito disse que irá entrar em contato com a Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG) para se inteirar sobre a causa do problema e tentar encontrar uma solução junto à estatal.

A necessidade de construção de abrigos nos pontos de ônibus da região também foi uma revindicação dos moradores. Ângelo contou que a Prefeitura já está preparando um projeto para a construção de abrigos padronizados em todos os pontos de ônibus, não somente na zona rural, mas em toda a cidade. O Prefeito anunciou também que a Prefeitura já possui recurso para a execução do projeto e que as obras começarão ainda no primeiro trimestre.

Os moradores também solicitaram a colocação de mais contêineres para depósito de lixo. O Secretário Luciano Piovesan disse que enviará ao SAAE um ofício com as solicitações, mas pediu à associação que conscientize a população da região a respeito do cuidado e zelo para com as lixeiras. Segundo o Secretário, 30% dos contêineres colocados na rua são depredados a cada 60 dias.

O Prefeito e o Secretário anotaram também outras solicitações da comunidade, como a necessidade de uma torre de telefonia móvel e a manutenção das estradas rurais. Ângelo parabenizou a comunidade pela articulação e mobilização e manifestou desejo de participar da próxima assembleia. Ele solicitou à associação que enviasse ao seu gabinete, com antecedência, uma cópia da pauta a ser discutida, para que ele possa convidar os agentes envolvidos a fim de agilizar as soluções.

A assessoria está à disposição para esclarecer qualquer dúvida.

Deixe uma resposta

Comentários