Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

IMG_7870_t_800pxNa noite deste domingo (15), o edifício Arthur Bernardes recebeu uma moldura inédita de luzes e vozes que encantou as milhares de pessoas – calcula-se que cerca de oito mil – que assistiram à Cantata de Natal. Em 20 janelas do prédio, 71 integrantes do Coral Nossa Voz e do Coral da UFV cantaram a paz e o nascimento de Jesus, acompanhados pela voz de 31 crianças de escolas de Viçosa, estrategicamente posicionadas na escadaria central do prédio.

Cada música foi entremeada pela narração de um casal, que alinhavava as canções e o sentido do espetáculo, que teve ainda a participação de músicos do Conjunto de Sopros da UFV e de 14 atores. A abertura e o encerramento da Cantata foram anunciados pelo ritmo do maracatu, tocado por integrantes do grupo viçosense Bloco.

A produção daquilo que o professor da UFV Edgar Pereira Coelho considerou como “fantástico, contagiante e sublime, de grandiosidade que eleva a alma da gente” envolveu 130 pessoas e dois meses e meio de ensaio com cada grupo separadamente. Foi resultado de um sonho da reitora Nilda de Fátima Ferreira Soares apresentado ao maestro da UFV Ciro Tabet, que dividiu o desafio com o diretor de teatro juizforano Marcos Marinho. Responsável pela direção artística e geral da Cantata de Natal, Marinho fez uma “avaliação emocional” do espetáculo, cujo acabamento final se deu em apenas uma semana. Tanto o maestro como o diretor se disseram muito felizes com o resultado e com a vibração da plateia integrada por gente de todas as idades. Segundo eles, a expectativa foi superada. E o público confirmou isso.

O vereador Geraldo Luis Andrade, o “Geraldão”, considerou “a noite inovadora, surpreendente e emocionante; uma experiência que precisa ser repetida nos próximos anos”. A professora Marina Jacinto achou “a noite maravilhosa em todos os aspectos”. O ex-aluno de mestrado e doutorado da UFV Cristiano Diniz da Silva gostou muito da iniciativa pela mistura e qualidade dos sons e pelas luzes que iluminaram a Cantata.

Na plateia também estava quem sonhou o espetáculo: a reitora Nilda de Fátima Ferreira Soares. Ela lembrou que a Cantata de Natal foi realizada na praça onde a UFV nasceu e no prédio onde tiveram início as suas atividades acadêmicas. O espetáculo, segundo a reitora, foi um presente de agradecimento às comunidades universitária e viçosense, também estendido a Florestal e Rio Paranaíba, e representa o desejo de que a harmonia vivenciada na UFV perdure por muitos anos.

A Cantata de Natal foi uma realização da UFV por meio das pró-reitorias de Extensão e Cultura e de Administração. IMG_7842_t_800px

(Adriana Passos – fotos: Daniel Sotto Maior)

 

Deixe uma resposta

Comentários