Compatilhe esta publicação:

Twitter Facebook Google+

A Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Segurança Pública da Casa se reuniram com os moradores do bairro de Lourdes e donos dos bares daquela localidade, na última quarta-feira (04), para avaliar a condução dos trabalhos na busca de soluções para o problema da perturbação pública, depois de passado um mês do primeiro encontro.

Durante este tempo foram realizada reunião com o Promotor de Justiça e a Polícia Militar e a Fiscalização da Prefeitura intensificaram a presença na localidade para fazer cumprir a lei.

Os moradores relataram que houve uma melhora com a presença intensificada destes órgãos, tendo em vista que ocorreu apreensão de pessoas com porte de armas ilegal e drogas; aplicação de multas de trânsito e autuação de carros com som automotivo ligado.

No entanto, ainda há reclamação com relação ao som ao vivo dos bares até tarde e o uso dos muros e paredes das casas como banheiro público. Em contrapartida, a comunidade está reativando a Associação dos Moradores do bairro de Lourdes, com a intenção de fazer um trabalho de mobilização colocando faixas nas casas para conscientizar aos frequentadores das pessoas que moram nos locais.

Como encaminhamento da reunião, definiu a intenção de continuar a presença da Polícia Militar e Fiscalização para coibir outros pontos que ainda não tiveram melhorias e trabalhar junto ao Departamento de Trânsito, no sentido de ampliar o estacionamento proibido na Rua Papa João XXIII e na Avenida Bernardes Filho, de quinta-feira a domingo, de 22 horas às 5 horas, para que o trecho de maior aglomeração não tenha carros estacionados de tal maneira que a via fique desobstruída. Além disso, será marcada uma mesa redonda no Programa Cidade Alerta para possibilitar a participação de outros moradores, donos e frequentadores dos bares na discussão.

A Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Vereadora Marilange Pinto Coelho (PV) pontou: “Nós não queremos achar os culpados pelos conflitos, mas sim promover a conscientização de que cada um possa cumprir o seu papel – moradores, comerciantes e frequentadores do local- para conseguirmos uma harmonia em parceria para que a situação melhore para todos”.

Ficou agendada uma reunião para segunda semana de fevereiro de 2014, a fim de que se faça uma reavaliação.

Além dos citados, participaram da reunião, os Vereadores Idelmino Ronivon (PC do B) e Paulo Roberto Cabral (Paulinho Brasília) (PPS); o Tenente Leonardo José Campos, da 97ª Cia de Polícia Militar de Viçosa; o Secretário Municipal de Fazenda, Luiz Carlos D´antonino; e o Chefe do Departamento de Fiscalização, André Dias.

 

Deixe uma resposta

Comentários